Gospel Prime Notícias Gospel Músicas Gospel Vídeos Gospel Letras Gospel Cifras Gospel Bíblia Online Estudos Artigos Perguntas

Para aquele que pensa no suicídio

Eu tinha 7 anos de idade e estava com um tumor muito grande na minha coxa direita. Os médicos já haviam decretado que teriam que amputar aquela perna.

A minha família passava por uma situação financeira muito difícil e já havia recebido ordem de despejo.

Naquela tarde, meu pai, que nunca havia bebido, chegou em casa bêbado e sem nenhum dinheiro do salário – única esperança da minha mãe para tentar remediar um pouco o aluguel.

A minha mãe o colocou para fora de casa e decidiu que naquela madrugada iria se matar.
Era filha única, e depois de me colocar para dormir, ela foi para a cozinha com a arma do meu pai e preparou-se para puxar o gatilho quando eu acordei e a chamei.

Ela veio me ajudar pensando que iria então realizar o meu último pedido, e aí falei que queria assistir desenho na televisão. Ela tentou me convencer de que não tinha desenho, por ser de madrugada, mas eu insisti.

Ela, naquele momento, pensou que iria me deixar na sala vendo televisão com o som bem alto e retornaria para completar o feito. Foi então que sintonizou num programa chamado “Painel da Verdade”, e o então pastor Macedo falava: “Você que pensa que sua vida não tem mais jeito e tem uma arma na cabeça para se matar, não faça isso. Venha até a igreja, pois tem uma saída para a sua vida”.

Ao ouvir, resolveu tentar e, caso após ir ao endereço na Abolição nada mudasse, ela então se mataria.

No dia seguinte, me carregando no colo – pois já não podia andar devido ao tumor – fomos de Saracuruna até o prédio na Abolição. Ao entrar na igreja, me colocou sentada no último banco e ali já manifestou.

Pastor Macedo, que estava sozinho na igreja, orou por ela, e o demônio disse que foi mandado para destruir a todos, e que a obra de feitiço tinha sido feita na perna de uma boneca minha, a mando de uma tia, para que eu perdesse a perna e isso fosse a tristeza dos meus pais.

Após a oração, o pastor Macedo me chamou para abraçar a minha mãe e eu levantei e andei, o que já não fazia há um tempo.
Minha mãe ficou maravilhada, e quando cheguei perto do altar, percebemos que o tumor havia estourado e purgava toda a sujeira.

Desde então, há quase 30 anos, toda a minha família está na Igreja Universal. Vencemos todas as dificuldades, obras de feitiço e permanecemos. Tenho irmãos mais novos, que são obreiros, e meus pais moram no Jardim Botânico (RJ), e são membros da IURD de Botafogo.

Eu entreguei a minha vida para Jesus muito nova, tive meu encontro com Deus aos 15 anos de idade, e hoje faço a obra de Deus há 4 anos na África do Sul.

Fabiana Moreira

Fonte: Blog do Bispo Macedo

Andai no Espírito. Este é um mandamento do Espírito Santo para os Seus filhos e servos.

Mas, como é possível andar no Espírito sem atender às concupiscências da carne? Parece impossível. E, de fato o é quando não se tem a natureza espiritual. Isto é, quando não se é nascido do Espírito Santo.

Outra pergunta é: Será que Deus nos mandaria fazer algo impossível?

Eu creio que não. E você?

O fato é que os nascidos do Espírito são espíritos. Portanto, andar no Espírito é perfeitamente possível e obrigatório, se é que queremos vencer a carne.

Como andar no Espírito?

Quando nossos pensamentos estão combinando com os de Deus, no dia a dia, as coisas relacionadas à carne perdem valor.

Daí a razão de apenas os nascidos do Espírito vencerem, não só a carne, mas o mundo do inferno. I João 5.4

Vale ressaltar que Deus nos dá o direito de Lhe pedir o impossível, mas em compensação, Ele também se acha no direito de exigir o que nos é possível para o nosso bem.

Muitos “cristãos” querem o venha a nós (bênçãos), mas não querem o Vosso Reino (obedecer a Sua Palavra).

Fonte: Blog do Bispo Macedo

Se Deus sabia que Abraão iria corresponder à prova de sacrificar seu filho Isaque, por que o provou?

Deus o provou para deixar claro para a raça humana que qualquer pessoa está em condições de amá-LO e crer nEle, ainda que seja levada aos limites do sentimento. Abraão não era nascido do Espírito, não era batizado no Espírito Santo, não possuía unção do Espírito, como os profetas e alguns reis de Israel, enfim, Abraão era simplesmente um homem comum como qualquer um de nós. Mesmo assim, foi capaz de superar os apelos do coração para obedecer a Deus. Ora, se isso foi possível com Abraão, então todos os demais seres humanos poderiam pagar o preço para negarem a si mesmos, tomarem a sua cruz e seguir Seu Filho Jesus.

No sacrifício de Jesus, os incrédulos podem alegar que Ele era Deus e que por conta disso poderia superar os apelos da carne.

A atitude de fé de Abraão também responde àqueles que arrumam um monte de desculpas para negar a fé em Jesus e renderem-se aos caprichos da carne. O fato é que o Senhor jamais pediu ou pedirá algo em que não se possa atendê-LO. Quando deu ao servo um talento, obviamente, esperava que ele o multiplicasse. Mas, em vez disso, ele o escondeu e ainda alegou Senhor, sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste, receoso, escondi na terra o teu talento… Mateus 25.24-25

Não há servo de Deus sem talento. O que há sim são servos maus, negligentes e receosos, que apesar de talentosos, escondem seus talentos. Estes serão lançados para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes. Mateus 25.30

Fonte: Blog do Bispo Macedo

Qual foi o pum mais fedorento, mais podre que você já cheirou? Só de lembrar, você já sente as narinas queimando e faz uma careta? (Espero que não tenha sido um dos seus mesmo, debaixo das cobertas…)

Agora, multiplique aquele cheiro por um milhão, e o que você tem? Você tem o pum do diabo.

E se você estivesse num quarto com o diabo e ele soltasse um pum (o porquê você estaria num quarto com o diabo, eu não sei), o que você faria?
Você correria para fora daquele quarto, claro. Você faria qualquer coisa — qualquer coisa — para não inalar aquele cheiro.
Muito bem. Aqui vai o que eu gostaria que você fizesse de agora em diante: você vai tratar a dúvida como se fosse o pum do diabo.

Todas as vezes que uma dúvida vier a sua mente, você vai reagir como se estivesse num quarto com o diabo e ele tivesse acabado de soltar um pum. Você vai fugir de lá — daquela dúvida — o mais rápido possível.
A dúvida é uma das principais razões dos fracassos das pessoas. É o que faz feder os seus planos e dá às suas decisões (se é que consegue tomá-las) um cheiro horrível.

Não se esqueça disso: dúvida = pum do diabo

E vou lhe dizer uma coisa: não é nada engraçado.

Bispo Renato Cardoso

Fonte: Blog do Bispo Macedo

Página 1 de 11412345...101520...Última »